Edifício Hibrido

Belo Horizonte
Edifício Híbrido
Visualization © Edit Studio
Edifício Híbrido
Visualization © Edit Studio
Edifício Híbrido
Visualization © Edit Studio
Edifício Híbrido
Visualization © Edit Studio
Edifício Híbrido
Visualization © Edit Studio
Edifício Híbrido
Visualization © Edit Studio
Edifício Híbrido
Drawing © Edit Studio
Edifício Híbrido
Visualization © Edit Studio
Edifício Híbrido
Drawing © BCMF Arquitetos
Edifício Híbrido
Drawing © BCMF Arquitetos
Edifício Híbrido
Drawing © BCMF Arquitetos
Arquitectos
BCMF Arquitetos
Localização
Belo Horizonte
Ano
2014
Pisos
5-20 Stories

Edifício Hibrido

O edifício híbrido é formado por volumes distintos que, combinados em torno de um vazio, formam um sistema íntegro. A ideia é aproveitar a complexidade e vitalidade inerente à cidade, maximizando o potencial de ocupação do solo de uma forma que estimule a diversidade de experiências, usos e pessoas, redefinindo a relação desse tipo de empreendimento com a rua.

O empreendimento deve ser visto não como duas torres independentes (comercial e residencial) com um conjunto de lojas na base, mas como um complexo com diversas partes que se relacionam em torno da área de uso comum (semi-pública), formando um todo coerente com potencial de ativar a quadra por meio de usos variados, com permeabilidade urbana no nível do pedestre.

Nossa ambição é estabelecer um novo paradigma de edifício de uso misto na cidade, que leva em consideração o patrimônio histórico, o meio ambiente e a diversidade da vizinhança imediata, integrando espaços públicos e privados, valorizando a experiência da vida urbana.

O projeto parte basicamente de 9 estratégias:

1- Uso misto: residência, trabalho, comércio e ócio combinados na mesma área (vida e movimento 24 horas).

2- Escala Variada: diversas opções de tamanhos dentro de cada uso (variedade e heterogeneidade de público).

3- Quadra Aberta: criação de uma praça interna semi-pública conectada às ruas.

4- Fachada Ativada: espaços comerciais abrindo para a praça interna e para a rua

5- Interesse Histórico: manutenção e valorização de duas casas indicadas para tombamento.

6- Torre Residencial variada: apartamentos de diversos tipos e tamanhos em um prisma retangular de estrutura modulada que permite muitas configurações internas.

7- Torre Comercial variada: andares maiores e menores combinados em uma estrutura horizontal e outra vertical que se unem, com flexibilidade de configurações internas.

8- Jardins como áreas de convivência: áreas verdes (de uso comum) no térreo e nos topos das torres (de uso restrito).

9- Unidade e identidade: apesar de toda a variedade de programas de necessidades e de escalas, o empreendimento é visto como um sistema onde as partes atuam em sinergia entre si e com o contexto urbano.

Ficha Técnica

Local: Belo Horizonte, (MG)

Área do terreno: 4.139 m²

Área construída: 22.912 m²

Arquitetura BCMF Arquitetos: Bruno Campos, Marcelo Fontes e Silvio Todeschi (autores); Patrícia Bueno, Isabel Melero, Henrique Amim, Bruno Ferolla (equipe)

Estudo de Impacto de Vizinhança RBM e Absoluta Engenharia Ambiental

Consultoria Técnica Absoluta Engenharia Ambiental

Sistema Viário Tectran / Transitus

Maquetes físicas, desenhos / diagramas BCMF Arquitetos

Renderings Edit Studio

Projetos relacionados

  • ECCO
    Nau2
  • Band X
    spa. schmidtploecker architekten
  • Pergamon Palais Am Kupfergraben
    Rüthnick Architekten
  • Jackproppen
    Kjellander Sjöberg
  • Neuüberbauung "Linde"
    raumfindung architekten

Revista

Outros projetos por BCMF Arquitetos

Residência Esteves
Divinópolis
H3O
Belo Horizonte
Bar Stella Artois
Belo Horizonte
Candidatura Olimpíadas Rio 2016
Rio de Janeiro
Centro de Hóquei sobre Grama - Rio Pan 2007 - Complexo de Deodoro
Rio de Janeiro
Centro Nacional de Hipismo - Rio Pan 2007 - Complexo Esportivo de Deodoro
Rio de Janeiro